Coronavírus a solta: como manter equilibrio emocional em tempos de quarentena e isolamento?

A importância de manter saúde mental durante a pandemia.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) declarou Pandemia global no dia 11/03 e o Brasil teve seu primeiro paciente identificado, e até então os casos só vêm aumentando.

O Coronavírus (COVID-19) já atingiu transmissão comunitária, isto é, o vírus já não está mais entre pessoas que tiveram contato com pacientes vindos de outros países, e sim com contaminações entre pessoas que contraíram o vírus aqui no Brasil.

Especialistas da área dizem que o número de infectados irá crescer exponencialmente, o que poderá ocasionar o contágio de milhares de pessoas em pouco tempo por todo o Brasil. 

O vírus está se espalhando entre nós assim como a  quantidade massiva de informações (e também desinformações) por meios de comunicação como jornais, noticiários, internet, mídias sociais e grupos de mensagens gerando medo, ansiedade, pânico e angústia na população. O número de incertezas e as constantes notícias sobre a pandemia podem ser muito informações para assimilar.

Preocupar-se com as notícias é coerente e até mesmo desejável para estarmos em segurança, mas, para muitas pessoas, isso pode aumentar alguns problemas já existentes. 

Entretanto o medo e o pânico coletivo podem fazer com que as pessoas ignorem as recomendações de evitar aglomerações e aderir quarentenas; assumir tratamentos sem qualquer embasamento científico e esgotarem recursos básicos de uma região, como mercados e farmácias, sem necessidade.

É muito importante manter o equilíbrio emocional.

Enfrentando a quarentena

A quarentena pode apenas ser um momento diferente no nosso dia a dia, obviamente ninguém gosta de quebrar a rotina e hábitos e atividades sociais. Aproveite para dar mais atenção às pequenas coisas e simples da vida e da sua casa. Talvez assistir aquela série que você tanto gosta, ou até mesmo ter mais tempo para estudar, fazer um curso online ou ler um livro.

Todos estamos passando pela mesmo estresse

A melhor coisa a se fazer é não julgar, todos estão vivendo a mesma situação, com formas de enfrentamentos diferentes, uns com mais medo, outros mais ansiosos e preocupados, outros mais solidários como os idosos, mas a realidade da pandemia está presente no aqui e agora para todos.

Limite-se e seja criterioso com as notícias que têm acesso

Infelizmente existe muita gente dedicada a espalhar o pânico com fake news, então tenha fontes seguras de informação, não acredite em notícias absurdas e estabeleça um horário se possível para checar as informações. Precisamos desafogar nossas cabeças com o excesso de informações para mantermos um mínimo de equilíbrio mental.

Se for para divulgar alguma notícia, que seja positiva!

Desligue-se um pouco das redes sociais

Ficar falando sobre a doença o tempo todo pode acabar aumentando a sensação de medo e, até mesmo, aflorar o pânico. Isso pode ser chamado de gatilho, que é quando algo ou alguém desperta uma sensação ruim em outra pessoa piorando doenças já existentes, como a ansiedade e a síndrome do pânico. 

Se for necessário, saia de grupos de mensagens. Seus amigos e familiares irão entender os seus motivos. Mas, mesmo saindo dos grupos, não perca o contato com as pessoas. 

Continue conectado com as pessoas que são queridas mesmo em quarentena

Envie mensagens de carinho para as pessoas, pergunte sobre como elas estão, coisas do dia a dia, isso faz muito bem, lembre-se que o isolamento apenas é físico.

Evite comentários sobre o Covid-19. 

Seja criativo com demonstrações de afeto.

Faça exercícios em casa mesmo

 

Exercícios  comprovadamente liberam endorfinas que ajudam a relaxar e diminuir a ansiedade, ajudam no sono, inclusive a nos alimentarmos melhor.

Existem muitas formas de fazer exercícios em casa, desde um treino funcional até mesmo um simples alongamento, mas procure não exagerar.

Aprenda o que é necessário sobre a prevenção da doença e siga em frente. 

 

 

Em quarentena, mantenha suas mãos sempre lavadas com muita água e sabão. Devido a certa escassez no mercado, e a certo abuso de preços, utilize o álcool gel somente quando necessário, ou seja, assim que retornar a casa após ir ao mercado: peça a alguém que higienize suas mãos, sacolas, volante e maçaneta da porta do carro.

A vida continua igual, perceba que nada mudou do que deveria ser em relação a hábitos de higiene. Sempre soubemos que não podíamos coçar os olhos ou levar as mãos sujas em nossas bocas.

Sempre nos foi ensinado que devemos proteger ao espirrar ou tossir.

Então estamos tornando mais conscientes hábitos salutares que talvez antes não dávamos tanta atenção.

Tudo passa, até mesmo esta crise vai passar

Em decorrência da real necessidade de isolamento, diversos serviços estão sendo cancelados ou adiados, afetando muitos atendimentos presenciais, incluindo os psicológicos. Alternativas para continuar ou iniciar um tratamento psicológico e a mais acessível e prática no momento é sem dúvida a online.Este modelo tem a vantagem de permitir fazer a terapia de onde você estiver, e no horário que lhe for melhor.

Com certeza passaremos por isso juntos!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *